Desafios do feminismo ontem e hoje


"O que é ser feminista?" Esta é uma questão que cabe mil respostas. É comum encontrarmos mulheres nas diversas lutas dos movimentos sociais, ao serem perguntadas se são feministas, reagirem dizendo que são femininas e não feministas. “Na realidade, nos últimos anos, criou-se um grande preconceito quanto ao termo. Eu sempre me assumi feminista, pois sempre lutei e defendi a igualdade entre homens e mulheres e sempre defendi os direitos das mulheres, contra toda forma de discriminação”, afirma Maria Dirlene Marques, economista, prof.ª. universitária e coordenadora da Rede Feminista de Saúde.
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher (8/3), o CRESS-MG indagou à professora, há decadas militante do movimento feminista em Minas Gerais, sobre os preconceitos em torno do feminismo e sobre o perfil do movimento na atualidade.
O texto foi ilustrado com imagem da página do Facebook, "Não aguento quando", que faz críticas a preconceitos de raça, gênero entre outros. 
Confira, abaixo, a resposta de Maria Dirlene:
“O que é ser feminista?” É lutar pela igualdade, contra a discriminação, pelos direitos das mulheres. É assim uma ideologia que pode e deve ser assumida pelos homens e mulheres. Discutir o feminismo é um debate político, pois, como dizem as feministas, o pessoal é político. É procurar entender a hierarquia social, onde os homens são superiores às mulheres e qual a sua importância para o sistema capitalista. E, como o nosso olhar é o das feministas socialistas, vamos nos preocupar com a igualdade de salários e de condições de trabalho. É entender o significado do trabalho doméstico para a riqueza do país, pois se as mulheres não efetuassem gratuitamente certas tarefas, isso teria que ser comprado no mercado, tendo de remunerar esse trabalho, o que causaria um grande problema para os salários trabalhadores. 
Para Marx, o trabalho é constitutivo do ser social, mas o ser social não se reduz ou esgota no trabalho. E, quanto mais complexo, mais rico o ser social e mais diversificada são as suas formas de se colocar na sociedade. Com a educação e  o conhecimento, o ser humano se torna cada vez mais desenvolvido. Ver como a sociedade trata as mulheres dá um bom grau deste desenvolvimento. Assim, este é um tema fundamental para todos que querem uma sociedade mais justa, igualitária e fraterna. 

Category: 0 comentários

0 comentários:

Postar um comentário